Tecidos para a Nova Estação


Se me pedissem para eleger a minha marca preferida de tecidos, teria muito dificuldade em fazê-lo visto que há várias que adoro, sigo e admiro. Mas uma coisa tenho a certeza, a Designers Guild teria certamente um lugar de destaque nessa lista.

Não só pelo seu estilo único e muito característico, mas pela consistência das suas coleções, pela capacidade de inovar e de se manter sempre atual, e ditar tendências ao longo destes anos todos.


Sempre fiel e rigorosa, a marca já lançou as coleções para a Primavera/Verão 2017 (afinal, estamos praticamente a um mês da mudança da estação) e, numa tarde animada, descontraída (e muito divertida!) fui ao Showroom da Pedroso e Osório conhecê-las.


Como gosto muito da Designers Guild, nunca há coleções que não me agradem. Pode haver é algumas que goste mais que outras, e as deste ano achei especialmente bonitas! Tenho (quase) a certeza que vão concordar comigo!


"Majolica" é o nome da nova coleção, que se inspira nos intensos pigmentos das cerâmicas de majolica e nos coloridos vidros de Murano. Por isso encontramos aqui linhos, veludos, prints e papeís de parede com conjugações de cores e padrões verdadeiramente espetaculares.


E acho que é isso umas das coisas que mais me atrai nesta marca: acho que eles são ímpares nas combinações cromáticas, sendo que a combinação de azul e rosa (que gosto bastante) é uma das mais frequentes.


Se gostaram e querem saber podem encontrar todos estes tecidos e papéis de parede, neste link vão descobrir a listas de todas as lojas que a Pedroso e Osório fornece em Portugal. É só procurem por aquela mais próxima da vossa localidade.




















De seguida, temos a Ralph Lauren com duas propostas: a "Signature Black Palms Collection", com uma paleta de cores minimalista à base de texturas naturais, onde os prints geométricos têm um lugar de destaque. Ideais para ambientes calmos e serenos;


e a "Signature Elizabeth Street Collection" em tons de azul, fazendo umas fusão entre as influências francesas e a simplicidade moderna, remetendo-nos para o espírito das casas de campo, numa combinação de padrões mais orgânicos e florais com outros mais geométricos.








Por fim, Christian Lacroix, de quem eu sou sempre uma grande fã, embora reconheça que não são tecidos nem papéis de paredes para qualquer espaço. "Au Théâtre Ce Soir" é o nome da coleção luxuosa e visualmente rica, onde encontramos prints, bordados, voiles e papéis de parede.


Fascina-me a sua exuberância, criatividade e originalidade, e acho sempre as suas propostas maravilhosas. Com uma paleta de cores fortes e arrojadas, são ideais para ambientes muito especiais e específicos, sendo que em pequena escala (como por exemplo almofadas) fique sempre bem num cantinho especial da nossa casa.


E são estas as propostas para a nova estação. Espero que tenham gostado e adoraria saber qual foi a vossa preferida!











Imagens Homes in Colour

Sem comentários