Homes in Colour

Live beautifully . Live creatively

Search

4 coisas que me inspiraram este mês

Let the beauty of what you love
Be what you do
Rumi


Talvez por ser o mês que me viu nascer, Julho tem para mim um carinho especial. De uma forma muito pueril, sinto que gosto um bocadinho mais dele do que todos os outros meses, pois é nele que celebro, ano após ano, mais um de vida. Julho recorda-me que estou viva e ajuda-me a não me esquecer de celebrar esse pequeno/grande milagre.

The joy of life
is that we are living it
right now

- S I M O N  S I N E K

E agora que estamos próximos do seu fim (e antes de darmos as boas-vindas a Agosto) gostaria de partilhar convosco 4 coisas que me inspiraram nas últimas semanas, e que espero que também vos inspire a vocês: uma remodelação de cozinha; a poesia de um poeta persa do século XIII; uma loja/marca super inspiradora e dois filmes ( e a banda sonora de um deles).

1 | Esta Cozinha

Quem gosta de blogs de design já conhece muito provavelmente aquele que foi um dos primeiros (e  por isso pioneiro) nesta área: o Design Love Fest, da Bri Emery.  Já o sigo há uns anos, e gosto bastante do seu estilo informal, boémio e descontraído, e da sua paleta de cores viva e alegre.



Ao longo dos últimos anos a Bri tem feito várias remodelações na sua casa, sendo que as mais recentes, a cargo da designer de interiores Sarah Sherman Samuel (de quem já falei algumas vezes por aqui) são mesmo as minhas preferidas. A cozinha foi a divisão que sofreu a transformação mais recente, e como acho que ficou tão gira, tinha que a partilhar hoje aqui.


Gosto muito deste estilo eclético, com a mistura do fundo branco com os acessórios em madeira, a bancada em mármore, a mesa túlipa e o tapete de estilo marroquino que se conjugam mesmo bem. As flores são o toque especial que dão vida e cor a esta cozinha bonita. Sem dúvida, uma boa inspiração.

                                     Fotografia Tessa Neustadt  Design de Interiores Sarah Sherman Samuel

2 | A Poesia de Rumi

Os poetas persas andam a tomar conta das minhas leituras (e do meu coração). Em Janeiro andei mergulhada na poesia de Hafiz, este mês tenho andado nos versos de Rumi. E começo a achar que ainda gosto mais deste do que do primeiro.

Everything in the Universe
is within you.
Ask all from yourself.

. R U M I 

Tealights Homes in Colour disponíveis na minha loja online

Nascido na província persa de Balkh (o atual Afeganistão) Jalaladim Maomé Rumi foi poeta, jurista e teólogo sufi. Escreveu mais de 50 mil versos e muitos deles foram traduzidos em varias línguas um pouco por todo o mundo. Em 2007, o jornalista Charles Haviland no artigo "The Roar of Rumi" (publicado no site da BBC) descreveu-o como um dos poetas mais mais populares nos Estados Unidos,

De vez em quando tenho partilhado alguns dos suas frases no meu Instagram e hoje deixo-vos aqui algumas passagens de alguns dos meus versos preferidos.

A DANÇA DA ALMA

(...)
Vem,
eu te direi em segredo
aonde leva esta dança

Vê como as partículas do ar
e os grãos de areia do deserto
giram desnorteados

Cada átomo,
feliz ou miserável.
gira apaixonado
em torno do sol

(...)

Os pés e as mãos conhecem o desejo da alma.
Fechemos então a boca e conversemos através da alma.

Só a alma conhece o destino de tudo, passo a passo.


A GUEST HOUSE

This being human is a guest house.
Every morning a new arrival.

A joy, a depression, a meanness,
some momentary awareness 
comes as an unexpected visitor.

Welcome and entertain them all!
Even if they are a crowd of sorrows,
who violently sweep you house
empty of its furniture,
still, treat each guest honorably.

He may be cleaning you out
for some new delights.
(...)


3 | O Atelier Sukha


Simples, orgânica e natural são as palavras que na minha opinião melhor caracterizam a estética e essência deste simpática atelier/marca localizado em Amesterdão. "Sukha" significa alegria de viver em sânscrito, e é esse o sentimento que todas as suas peças transportam e pretendem oferecer. 


Everything we do is done with a great deal of attention
and consideration, always with a twinkle in
our eyes and, above all, joy of life.

- A T E L I E R   S U K H A  


Aqui são criadas, desenvolvidas e comercializadas peças bonitas para a casa e para o guarda-roupa, de uma forma sustentável e consciente, sempre dentro de um estilo relaxado, ligeiramente boémio e, acima de tudo, natural. O beje e o branco são os principais protagonistas e os responsáveis por estes ambientes suaves, calmos mas simultaneamente criativos.


Desde mobiliário, a peças de roupa e peças decorativas, aqui encontramos acima de tudo peças intemporais que transcendem modas e tendências. A sua missão é celebrar o aqui e agora, e as coisas simples e bonitas da vida.


Cá em Portugal podem adquirir algumas destas peças na loja online da Home Stories ou na da Lígia Casanova.  No entanto, se preferirem, encontram uma grande variedades na própria loja online da marca, aqui. Podem acompanhar também (e inspirar-se) através do seu Instagram.

Imagens Site Atelier Sukha

4 | Dois Filme & Uma Banda Sonora

Como já partilhei por aqui, o cinema é um dos meus hobbies preferidos. Quase todas as semanas vou ver um filme, e embora este ano tenha experimentado uma coisa que há anos estava desejosa de experimentar - cinema ao ar livre - cheguei à conclusão não há nada como a envolvência que uma sala de cinema nos consegue proporcionar.

O cinema transporta-nos
para uma outra realidade
e faz-nos esquecer por momentos
a nossa vida


Numa sala de cinema mergulhamos noutras vidas, noutros países, noutras culturas e noutras formas diferentes de olhar o mundo,  e isso é sempre (para mim) um experiência verdadeiramente enriquecedora.

Este ano tenho visto bons filmes, mas este mês em particular (e no mês passado) vi dois que entraram diretamente para o topo da lista dos meus filmes preferidos e que recomendo vivamente: o "Call me by your Name" realizado pelo italiano Luca Guadagnino, e o "Corvo Branco", realizado pelo Ralph Fiennes, inspirado na incrível história do grande bailarino russo Rudolf Nureyev, e que é uma reflexão super inspiradora sobre a importância da arte e o de sermos obedientes à voz dos nossos sonhos.


E por fim, quem me tem acompanhado não só nos meus serões de trabalho no atelier, como nas tarefas aqui de casa tem sido a maravilhosa música que serve de banda sonora do primeiro filme, da autoria de Sufjan Stevens chamada "Mistery of Love".  Ouçam abaixo e comprovem que é verdadeiramente bonita. Boa semana a todos e boas férias a quem as começou agora😊.



Post Relacionado

Sem comentários

Enviar um comentário