Queixamo-nos da dureza do caminho,
maldizemos o gume de cada pedra,
até que, a dada altura do nosso amadurecimento,
conseguimos enfim olhar para baixo
e ver que o que temos sob os pés são diamantes.

- F R A N K  J U D E  B O C C I O


E com 2019 prestes a terminar, sei que o vou recordar como um ano desafiante e transformador. 

Foi o ano em que me reconstruí aos poucos (como uma peça de cerâmica estilhaçada depois de uma queda aparatosa). 

Existe uma técnica no Japão chamada Kintsugi que consiste em reparar com ouro peças de cerâmica partidas. O trabalho é técnico e minucioso. O resultado final (quando bem feito) é uma peça muito mais valiosa que a anterior.

(gosto de pensar que tenho estado a tentar utilizar uma técnica semelhante na minha vida)



Poderia dizer que se soubesse o que sei agora no seu fim, teria feito algumas coisas diferentes ao longo deste ano. Mas como diz Zygmunt Bauman, "não há como aprender a fazer o certo na próxima oportunidade com um evento que jamais voltaremos a vivenciar".

Mas uma coisa é certa: se só passamos por coisas fáceis nunca nos tornamos fortes. E às vezes o gume de algumas pedras são mesmo diamantes (por vezes é simplesmente uma questão de mudança de perspetiva).


Apercebi-me que aquilo que nos magoa geralmente nos transforma (a forma como o faz depende de cada um de nós).

E que as feridas da vida deixam cicatrizes, mas acabam por curar.-se.
(no meu caso, os melhores bálsamos continuam a ser a literatura, a poesia e a arte em geral)


A literatura faz de nós pessoas
mais ricas, mais amplas.
E eu acredito que a literatura
melhora a vida.
E que tem um poder, um poder lento
e invisível de transformar.
- L Í D I A  J O R G E


Fotografias Amanda Holstein | Advice from a 20 Something

Tentei também passar pelos momentos mais desafiantes deste ano com integridade e elegância (se calhar nem sempre o consegui, mas pelo menos tentei). Acredito que amor com amor não se paga, e que a melhor forma de responder na maior parte das situações é com dignidade e boa educação. Saímos sempre a ganhar.

E faço igualmente minhas as palavras da Rupi Kaur (que por vezes gosto de ler e me inspirar)


I learned that everything is temporary:
moments, feelings, people, flowers (...)

I learned that all things come in twos:
life and death, pain and joy, 
salt and sugar,
me and you.

It is the balance of the universe.
- R U P I  K A U R


Adeus, querido 2019

(ensinaste-me muitas coisas importantes)

Pensamentos sobre o ano prestes a terminar

Queixamo-nos da dureza do caminho, maldizemos o gume de cada pedra, até que, a dada altura do nosso amadurecimento, conseguimos enfim olhar para baixo …

My Christmas Wish List

E no seguimento deste post , partilho hoje convosco uma pequena Christmas Wish List . Os presentes não são de todo os protagonistas dos meus natais, e conto …

Ideias para Decorações de Natal

Fotografia Beth Kirby , Local Milk Ando ansiosa que o Natal chegue. Não tanto pelo evento em si, mas pela enorme necessidade que ando a sentir de par…

Christmas Gift Guide

E com o Natal quase à porta, decidi fazer hoje um pequeno Christmas Guift Guide  com algumas sugestões de prendas de Natal. Desorganizada por natureza,  deixo…


Quando há 4 anos fui visitar pela primeira vez a Festa das Mesas no Hotel Palácio Estoril, nunca imaginei que uns anos mais tarde estariam expostas numa destas mesas peças feitas por mim. A verdade é que não podia ter ficado mais surpreendida e feliz quando recebi o simpático telefonema da Mafalda Galamas, do Atelier Decoralista, a desafiar-me justamente para isso.

Festa das Mesas 2019

Quando há 4 anos fui visitar pela primeira vez a Festa das Mesas no Hotel Palácio Estoril , nunca imaginei que uns anos mais tarde estariam expostas numa…

In Love with...

A semana começa com as  boas vindas ao último mês do ano. Dezembro chegou ( provavelmente muito mais rápido do que qualquer um de nós desejaria ) e embor…